Copa 2018 no Google Agenda (CUIDADO). | Ep. 218.

Há alguns dias um amigo me perguntou se existe uma forma de ver os jogos da Copa do Mundo (2018) no Google Agenda e sem pestanejar já fui logo dizendo que sim. Pensei nos calendários do próprio Google Agenda.

Existem alguns relacionados a esportes e concluí que o da Copa do Mundo estaria lá. De fato estava, mas por algum motivo não funciona e precisei buscar alternativas.

A princípio pensei em duas possibilidades. Importar as datas para minha agenda ou usar um link iCal para ver os jogos em um segundo calendário no meu Google Agenda. O iCal é um formato universal para calendários e, caso queira saber mais sobre o assunto, recomendo o artigo "Entenda o formato iCal e como ele permite que você veja tarefas do Todoist, Trello e outros no seu calendário". 

Fui em busca dos calendários online e acabei encontrando um site oferecendo uma terceira alternativa que pede acesso ao seu Google Agenda (assista o vídeo para entender melhor). Não vejo necessidade de conceder acesso a tudo que está ao meu calendário para terceiros só para ter ver as datas e horários dos jogos da Copa do Mundo. Especialmente nesta era pós-escândalos do Facebook.

+ O que é e como funciona o Reddit (opinião)

Encontrei a solução no site estadunidense da Sky. Lá existe um link iCal que pode ser usado no seu Google Agenda ou no iPhone, Mac etc. Optando por este link (vide tutorial) não há necessidade de abrir mão da sua privacidade para conseguir ver os jogos da copa.

Gostou da dica? Por favor, compartilhe este conteúdo usando um dos botões abaixo. E se você descobriu alguma alternativa diferente das que descrevi, deixe um comentário para ajudar outras pessoas.

 

Email descartável na luta contra o SPAM (segurança).

Videoaula

Há alguns dias reclamei lá no Twitter que o Airbnb compartilhou meu endereço de email com o Mercado Pago, que, por sua vez, começou a me enviar spam. Na aula de hoje explico como é que descobri que empresa compartilhou meu email e porque é importante se proteger deste tipo de situação.

Não parei para reler os termos de uso que nunca li (risos), mas tenho certeza de que em algum ponto há um item dizendo que o Airbnb pode compartilhar meus dados com a empresa X ou Y. E agora, pensando em tudo que aconteceu, imagino que é o Mercado Pago que processa os pagamentos do Airbnb no Brasil.

E como é que eu sei que foi o Airbnb que compartilhou meu endereço de email? Simples, eu uso um email diferente para cada cadastro. Calma, não precisa ficar assustado, é o mesmo email com uma pequena variável. Já testei esse truque no Gmail e no iCloud, mas pode ser que funcione em outros serviços.

+ Experimente o G Suite por 14 dias.

Vamos usar como exemplo o endereço nome@gmail.com. O que você vai fazer é usar um sinal de adição na primeira parte do email e incluir números ou letras depois do sinal de adição. Por exemplo: nome+airbnb@gmail.com ou nome+airbnb@icloud.com.

O que acontece é que tudo que vem depois do sinal de adição é ignorado. Em outras palavras, você pode formatar o endereço como quiser e receberá a mensagem normalmente. Portanto, se eu recebi algo do Mercado Pago em um endereço que usei no Airbnb, fica bem claro quem compartilhou o que com quem.

Sabendo disso, posso ir ao Airbnb, mudar meu endereço de email e criar uma regra no Gmail dizendo para jogar direto no lixo todas as mensagens direcionadas ao antigo endereço. É uma forma de evitar spam, mas há outro detalhe importante, a segurança.

+ Email profissional com precisão militar (saiba como)

Uma recomendação que procuro compartilhar com meus alunos e clientes é sempre usar senhas diferentes para cada serviço. Isso é importante porque a primeira coisa que hackers tentam é usar o mesmo usuário e senha (roubados) em outros serviços. E com um endereço de email e senha diferentes para cada serviço, você estará ainda mais protegido.

É claro que nestes casos você precisa usar um gerenciador de senhas como o 1Password, LastPass ou algum outro. Assim não precisará decorar nem o email, nem a senha. Mas isso é assunto para outro vídeo. Por ora, dê uma olhada no conteúdo que já disponibilizei na playlist específica a respeito de segurança.

E você, já conhecia esta dica? Gostou? Por favor, utilize os botões abaixo e compartilhe o vídeo com um amigo. E se é novo aqui, assine o canal porque compartilho dicas a respeito de Organização Inteligente & Trabalho Eficiente várias vezes por semana. Um grande abraço e até o próximo.

 

Restrição de Acesso a Informações no Evernote | Tutorial Evernote.

O mundo de hoje exige compartilhamento de informações e recursos e o Evernote não é exceção. Existem diversos serviços que podem ser conectados a ele viabilizando funcionalidades que o aplicativo não oferece de forma isolada.

Porém, é preciso ter muita atenção e todo cuidado é pouco ao conectar aplicativos entre si. A propósito, os ensinamentos desta aula (video abaixo) valem para diversos outros serviços, especialmente o Facebook, que muitos utilizam como forma de login.

Ao ligar o Evernote a outros aplicativos e serviços, você verá uma janela mostrando que tipo de informações suas estarão sendo compartilhadas daquele ponto em diante. As alternativas, que explico na aula abaixo são: "Criar notas, cadernos e etiquetas"; "Atualizar notas, cadernos e etiquetas"; Listar cadernos e etiquetas"; "Recuperar notas"; "Excluir cadernos e etiquetas"; "Excluir notas permanentemente" e "Acessar informações da conta".

Autorizações como "Atualizar notas, cadernos e etiquetas" e "Recuperar notas" são muito amplas. No caso especial de "Recuperar notas", o outro lado terá acesso irrestrito a tudo que está armazenado no seu Evernote.

E considerando a quantidade de informações que temos armazenadas no aplicativo, minha sugestão é que este tipo de conexão seja concedido apenas a empresas e serviços com alguma história e reputação.

Evidentemente é uma decisão muito particular. Cada um deve avaliar que tipo de informações mantém no aplicativo e qual o grau de confiança na outra empresa ou serviço. No meu caso, por exemplo, em razão de tudo que já mantenho armazenado no Google Drive, não vejo maiores preocupações na ligação dele com o Evernote.

Enfim, reflita sobre o tema e tome sua decisão. E se não lembrar mais tudo que já foi conectado ao seu Evernote, assista a aula para localizar as conexões ou autorizações e como realizar a desconexão.

Já havia pensado a respeito deste tema? Qual a sua opinião? Acha que é tranquilo compartilhar tudo sem se preocupar com as possíveis consequências ou é melhor ser mais criterioso? Por favor, deixe seus comentários para que outras pessoas possam aprender também.

Gostou da dica? Compartilhe com os amigos.