Como converter PDF para Word (2 min). | Ep. 211.

Já precisou converter texto de uma imagem ou de um documento PDF para uma versão possível de ser editada no Word? É mais fácil do que você imagina.

Este é o assunto da dica de hoje, mas antes de entrarmos no tema propriamente dito, informo que este é um vídeo experimental. Conforme mencionei lá no Twitter, quero criar pequenos tutoriais que vão direto ao ponto porque às vezes tenho ideias que cabem apenas num vídeo rápido e acabo no gravando. A princípio pensei em 2 minutos de duração para estes casos, mas o tempo dirá...

A primeira coisa a fazer é colocar os documentos a serem convertidos dentro de uma pasta no Google Drive. Pode ser uma imagem ou um PDF. E dependendo do tamanho do documento, pode demorar um pouco mais e nem tudo ficará perfeito, mas garanto que você vai poupar um bom tempo.

O próximo passo é clicar com o botão direito sobre o documento e escolher a opção para abrir dentro do Google Docs. Pronto! Simples assim.

O Google Drive criará um novo documento que você poderá tanto editar como quiser dentro do Google Docs, quanto exportar para o formato Word.

Já conhecia essa? Gostou? Compartilhe com os amigos. É o primeiro vídeo que assiste  no canal? Assine para acompanhar outras dicas.

 

Anotações em PDF e imagens no Evernote | Tutorial Completo.

Na aula “Desenhos e Manuscritos no Evernote” expliquei como é possível fazer anotações à mão em notas do Evernote. Mas existe uma outra forma de rabiscar que pode ser útil na sala de aula ou para profissionais que precisam analisar documentos, como contratos, editais de licitação, modificações a serem feitas em wireframes, logos etc.

Anotações em imagens podem ser realizadas em todos os tipos de conta do Evernote. Porém, anotações em PDF só podem ser feitas por aqueles que têm uma conta Premium. Caso queria entender a diferença entre os tipos de conta, assista minha explicação.

No Mac, vá até a barra de ferramentas e procure pelo “a”. Clique nele, escolha a imagem ou PDF que deseja editar e ela será aberta em um editor com diversas ferramentas. No Windows, basta passar ou mouse sobre a imagem e o “a” aparecerá no canto superior esquerdo.

As ferramentas da barra de edição são auto-explicativas: paleta de cores; modificação da espessura de linhas e outros elementos; setas; textos; formas geométricas; marcadores de texto; crop e finalmente borrar partes da imagem que você deseja esconder.

No caso de PDFs, todas as edições feitas aparecerão no documento original e no topo dele um índice criado automaticamente com base em todas as modificações realizadas. Em minha opinião é um recurso muito útil para quando estamos compartilhando o documento porque quando a outra pessoa estiver olhando, ela terá à disposição todo o conjunto de modificações. E é muito fácil ligar e desligar este recurso. Na base da janela de edição você encontrará uma caixa de marcação que permite fazer isso.

Está lembrando da aula de compartilhamento de conteúdo no Evernote? Agora que você já realizou todas as sugestões e anotações na sua imagem ou no PDF, poderá compartilhar esta nota com terceiros e discutir as sugestões feitas por você via Work Chat.

Outra possibilidade é usar o Modo de Apresentação para mostrar as sugestões para um grupo de pessoas em uma sala. E você pode inclusive ouvir as opiniões dos presentes, rabiscar algo na imagem e voltar a apresentar.

Percebeu como vários elementos do Evernote trabalhando juntos podem facilitar suas atividades pessoais ou profissionais? Caso precise de ajuda para otimizar os mais variados aplicativos e serviços na organização e produtividade da sua pequena ou média empresa, entre em contato.

Gostou da dica? Compartilhe com os amigos.

4 dicas para estudar usando o Evernote. Guarde e encontre seu material de referência.

O Evernote é ótimo para coletar, organizar e encontrar o conteúdo que você precisa. Já gravei diversos vídeos a respeito deste tema e neste compartilho 4 dicas práticas de como usar o aplicativo para criar um arquivo com todo seu material de referência.

Web Clipper

Para ter o material de referência a sua disposição, é preciso antes coletar conteúdo. E não há como falar em coleta no Evernote sem mencionar o Web Clipper, um ferramenta extremamente útil em um enorme variedade de situações.

Por exemplo, sempre que tenho alguma dúvida a respeito de algo na língua portuguesa, faço uma busca online, verifico se aquele site é uma fonte segura, aprendo o que tenho que aprender e antes de sair capturo o conteúdo via Web Clipper e guardo no Caderno “Português”.

No futuro, quando estou novamente em busca de respostas, não consulto o Evernote primeiro. Vou novamente ao Google porque vai ser difícil lembrar o que já pesquisei e guardei no passado.

Porém, com o Web Clipper instalado, tudo que procuro no Google e que já guardei no Evernote, aparecerá ao lado da página de resultados (assista o vídeo para entender). Se minha resposta está ao lado, clico nela e entro no Evernote porque sei que aquele conteúdo é de uma fonte segura.

A melhor parte é que este processo vale para qualquer material de referência que você esteja pesquisando e armazenando. Você pode fazer exatamente o mesmo com qualquer que seja o objeto das suas pesquisas e estudos.

PDFs

Uma outra possibilidade que explorei em 2013, bem no início do podcast Diário de um elefante, é o uso de Notas como espaços para guardar, consultar e criar fichamento de PDFs.

Coloque o arquivo PDF no topo da Nota e complemente com texto seu ou outros materiais logo abaixo, criando um fichamento. Caso seja um usuário Premium, poderá rabiscar dentro do próprio PDF e o Evernote criará no topo do arquivo um índice de tudo que anotou (vide vídeo). Outra vantagem para usuários Premium é que a busca encontrará conteúdo dentro dos arquivos PDF.

Livros

Outra possibilidade é capturar passagens de livros eletrônicos ou mesmo fotografar conteúdo de livros impressos. Estas informações podem ser granizadas em Cadernos e também aparecerão nas buscas.

Anotações

Muito se fala a respeito dos estudos que dizem que copiar à mão livre e melhor do que digitar. Não vou entrar neste mérito porque é um debate sem fim e o ideal é descobrir o que é melhor para você. 

O que poucos comentam são outros estudos que dizem que anotar com suas próprias palavras é uma forma de fixar bem o conteúdo e funciona também digitando. Ou seja, não recomendo que você apenas fotografe as anotações professor. Preste atenção no que ele está dizendo e anote com suas próprias palavras.

E se precisar fazer desenhos dentro de suas Noas, não há problemas. No Evernote para Android e iOS isso é possível.

Encontre Tudo

Há diversas formas de organizar tudo em Cadernos do Evernote e expliquei como em detalhes em outros vídeos, mas o mais importante é guardar o conteúdo para quando precisar dele e, principalmente, para quando você nem mesmo souber que precisará dele. 

As buscas no Evernote mostrarão sempre conteúdo relacionado e no caso de ser um usuário Premium, este conteúdo relacionado aparecerá automaticamente na base das suas Notas a medida que está digitando algo.

Gostou da dica? Compartilhe com os amigos.