VCP 183 - Por que ainda uso mapas offline nos dias de hoje?

É comum termos a sensação de que a Internet é onipresente. Mas isso é um mito. Não existe conexão em todas as partes e, principalmente, estar conectado pode significar um custo muito elevado dependendo da situação. Por essas e outras razões, sempre que viajo utilizo algum serviço de mapas offline. Neste episódio explico como eles funcionam e quais aplicativos costumo utilizar.

O Vladimir Campos é um cara com muita experiência na área de tecnologia e faz um podcast ultra simples, sem muita edição, sem música de fundo, sem vinheta, sem nada, ou melhor, com tudo o que ele tem pra dizer. Muitos episódios do VCP e do Diário de um Elefante (o outro podcast dele) são no estilo “how-to” com dicas de aplicativos etc., mas o Vladimir sempre faz questão de propor reflexões interessantíssimas de quem vive a internet e suas possibilidades com uma paixão e responsabilidade gigantes. Nesse episódio ele fala sobre algo aparentemente óbvio , mas que parece que ainda não assimilamos direito: privacidade e segurança.
— Marcos Ramon

VCP 155 - Organize suas fotos com o Flickr

O Flickr surgiu em 2004, foi adquirido pelo Yahoo em 2005 e, apesar de ser um serviço incrível, ficou abandonado por anos. Atualmente recebeu diversas atualizações e tem se transformado em uma alternativa muito interessante para armazenamento e organização de fotos.

O City Maps 2Go é incrível

Escrevi sobre o aplicativo há algum tempo, mas só consegui colocá-lo a prova na minha atual viagem ao Equador. Antes de partir, instalei o App no Moto G que venho testando e também paguei para desbloquear as funções adicionais com descritivos mais detalhados dos pontos turísticos.

Baixei o mapa inteiro do Equador e o resultado tem sido surpreendente. Muito além das minhas expectativas! Há mapas até mesmo das ruas nas ilhas de Galápagos, mas o mais divertido foi acompanhar o ponto azul se movendo sobre o oceano quando nos deslocávamos da ilha de Isabela para Santa Cruz no arquipélago.

Antes da viagem, marquei diversos pontos que havia selecionado nas minhas Notas do Evernote e gravei como bookmark no mapa de Quito. Hoje, caminhando pelas ruas da cidade, foi fácil encontrar cada um dos pontos turísticos que me interessavam.

Marquei também o hotel e o aeroporto para não me perder pela cidade ou ser enganado por taxistas.

Tenho mantido quatro aplicativos abertos e alterno entre eles o tempo todo: Evernote, City Maps 2Go, Instagram e gps4cam. Sobre este último, gravamos um episódio no iTech Hoje sobre fotografia e falei a respeito. Uso para incluir informações de geolocalização nas minhas fotos.

A vantagem principal do City Maps 2Go é o fato de não precisar de conexão com a Internet para carregar mapas e informações como faz o Google Maps. Porém, para facilitar o trabalho do App, sempre mantenho meu SIM Card do Brasil ativo no telefone. Desligo a transmissão de dados para não ser surpreendido com uma conta impossível de pagar, mas o telefone fica o tempo todo ligado. Isso ajuda muito na triangulação do GPS.

É verdade que já é possível deixar as informações cacheadas no Google Maps, mas não é a mesma coisa que ter tudo a disposição em modo offline. Com o City Maps 2Go, além dos bookmarks, você pode também realizar buscas e incluir suas próprias marcações de pontos que não estão no banco de dados do aplicativo.

A única coisa que faz falta é algum tipo de campo de anotação que permita incluir um link para chamar uma Nota do Evernote ou algum outro conteúdo externo.