Kanban no Evernote via Kanbanote (opinião) | 248

O vídeo de hoje é a respeito do Kanbanote, um serviço que transforma Cadernos ou Etiquetas do Evernote em um quadro Kanban. O tema já estava no meu radar há bastante tempo, desde que foi recomendado pelo Rodrigo Teixeira, e finalmente chegou a hora de conversar sobre o assunto.

Não é segredo para ninguém o quanto gosto do Evernote. Inclusive já tentei implementar o Kanban nele algumas vezes. É possível, mas não tem o mesmo efeito visual que o Trello, por exemplo.

O Kanbanote é um excelente candidato para fazer o papel deste elo entre os dois serviços, mas no momento ainda está bastante simples e com alguns problemas e este é o tema do vídeo de hoje.

O primeiro passo é conectar o Kanbanote ao Evernote. É o mesmo processo que você já usou para outros serviços. Ou seja, clicar no botão que está no site Kanbanote e seguir os passos.

Uma etapa que não está aparecendo no meu vídeo é uma caixa do Kanbanote pedindo seu endereço de email para caso você queira entrar em contato com o suporte. A título de testes, coloquei um endereço diferente do que uso no meu Evernote e funcionou perfeitamente.

Agora que conectou as duas contas, você verá um quadro parecido com o do Trello. A diferença é que as listas são Caderno ou Etiquetas do Evernote. Mas o nome da lista pode ser diferente do Caderno ou da etiqueta que você escolheu. Enfim, no meu caso criei três listas e conectei cada uma delas a um Caderno do Evernote. Se estiver um pouco confuso, recomendo que assista o vídeo.

O equivalente aos Cartões do Trello pode ser criado clicando no botão de adição. Na prática o que você está fazendo é criar uma Nota no seu Evernote com o título igual ao título do Cartão e o conteúdo igual ao conteúdo do Cartão. É algo muito interessante, mas, infelizmente está repleto de pequenos problemas.

Por exemplo, não há como editar uma Nota dentro do Kanbanote. É preciso abrir a nota no Evernote e por uma razão que não entendo, o Kanbanote está abrindo uma versão muito antiga do Evernote na web. A vantagem é que você pode escolher abrir a Nota no próprio App.

Obviamente é possível mover cartões entre Listas e se suas Listas são baseadas em cadernos do Evernote, a Nota mudará de Caderno dentro do Evernote. Já as novas notas criadas naqueles Cadernos aparecerão nas respectivas Listas do Kanbanote. Infelizmente não aparecem outros elementos como texto formatado ou imagens.

Uma outra experiência que fiz foi mudar a ligação das Listas de Cadernos para Etiquetas. A lógica de funcionamento é a mesma. Notas com aquela Etiqueta aparecem na respectiva Lista. Mas se a Nota tem duas ou mais Etiquetas, ela aparecerá repetida em cada uma das Listas no Kanbanote.

Uma outra característica que notei é que as Listas do Kanbanote ficam priorizadas por última edição na Nota. Ou seja, se você muda algo no Evernote, a Nota subirá na Lista do Kanbanote. Isso é um elemento problemático porque a priorização é uma rotina importante e manual do Kanban e que em minha opinião não pode ser automatizada dessa forma.

Infelizmente não encontrei nenhuma configuração que possa mudar esses comportamentos, nem mesmo na conta paga. Em realidade, os que pagam poderão apenas criar vários Quadros, eliminar a publicidade e ter prioridade no suporte. Nada além disso.

De um modo geral gostei muito da ideia, mas é um produto que, definitivamente, precisa de alguns aprimoramentos. Escrevi essas sugestões para os desenvolvedores lá no Twitter. Se o assunto de interessa, por favor, complemente meu Tweet com o que achar importante.

E você, o que achou do Kanbanote? Faz sentido no seu fluxo de trabalho? Por favor, deixe sua opinião nos comentários e compartilhe o vídeo com os amigos.

 

Evernote fora do ar! E agora? | 227

O vídeo de hoje não estava nos meus planos, mas nos últimos dias algumas pessoas entraram em contato comigo via Twitter, YouTube e email para descobrir como recuperar conteúdo que foi perdido durante uma falha na versão web do Evernote.

Como não percebi nenhuma falha no uso do Evernote web, publiquei uma enquete para ter uma noção da quantidade de pessoas passando pelo problema. Queria saber se era apenas uma coincidência ou se houve uma falha mais ampla.

Os números não me levaram a nenhuma conclusão, mas situações parecidas também já ocorreram no passado comigo, com amigos e alguns dos meus clientes e julguei que seria importante explicar o caso e ajudar compartilhando formas de prevenção.

Enfim, pode ser que você já entenda bem a lógica de funcionamento das diferentes versões do Evernote, mas é importante publicar este vídeo para que tudo fique muito claro para todos.

As várias versões do Evernote se enquadram em dois tipos de armazenamento e sincronismo de dados. Nos telefones, tablets e computadores, o aplicativo funciona localmente e depende de conexão com a Internet apenas para sincronizar nosso conteúdo com a nuvem e assim atualizar os diversos dispositivos nos quais temos o Evernote instalado.

Significa que se houver uma falha momentânea de Internet, seja no lado dos servidores da empresa (nuvem), seja no seu lado, os dados que digitou por último estarão preservados naquele dispositivo até que a conexão com a Internet volte ao normal.

Por outro lado, quando usamos o Evernote na versão web, estamos ligados diretamente ao servidor da empresa. Não existe nada efetivamente sendo armazenado no nosso computador.

É como aquele formulário enorme que estamos preenchendo online e sem nenhum aviso, perdemos a conexão e temos que preencher tudo outra vez. É exatamente o mesmo que ocorrer no Evernote web quando perdemos a conexão.

E as falhas de conexão podem vir de várias partes. Pode ser algo no próprio servidor da empresa, pode ser uma falha momentânea no nosso computador ou na nossa conexão com a Internet.

O Evernote, assim como o Google Docs, salva constantemente as informações na nuvem, mas se você não perceber que a conexão caiu, pode continuar digitando sem se dar conta de que não há nada sendo salvo.

+ Experimente o G Suite por 14 dias gratuitamente.

Algo que a empresa poderia fazer é colocar uma mensagem de status, como existe em diversos serviços online indicando que o conteúdo foi salvo há x segundos. Enviei o pedido via formulário de suporte e também publiquei um tweet pedindo essa mudança. Me ajude a pressioná-los, clicando no like ou compartilhando o tweet.

Para evitar o problema é muito importante que você tenha também o aplicativo do Evernote no seu computador. Usando o aplicativo você terá como continuar trabalhando independente de haver ou não conexão e tudo será sincronizado depois.

Alem das possíveis falhas, a empresa Evernote eventualmente realiza manutenções nos seus servidores que, consequentemente, afetam a conexão. Felizmente eles sempre informam o que está acontecendo e você pode acompanhar tudo seguindo a conta @EvernoteStatus no Twitter.

Infelizmente não há como recuperar informações não salvas no Evernote para Web, simplesmente porque elas não foram salvas em lugar nenhum. Portanto, instale o aplicativo. A propósito,  no aplicativo você tem várias formas de recuperar conteúdo e já publiquei dicas no canal a este respeito.

Você já sabia dessa diferença entre as versões? Já perdeu dados usando a versão web do Evernote? Por favor, deixe seu comentário e compartilhe este vídeo com amigos que usam o aplicativo para evitar que eles tenham problemas no futuro.

 

Etiquetas no novo (2018) Evernote para web. | Ep. 222.

Venho acompanhando a nova versão web do Evernote desde que estava em beta. No começo não era possível nem mesmo acessar minha relação de etiquetas, mas o serviço vem melhorando todo santo dia.

Há algumas semanas, quando publiquei um vídeo a respeito das minhas primeiras impressões, prometi que continuaria compartilhando minhas experiências e aqui estamos. O objetivo deste vídeo é focar no uso das etiquetas.

De um modo geral, tem sido uma experiência interessante entrar diariamente na versão web e encontrar um novo menu ou algo que não estava lá no dia anterior. Além disso, frequentemente uso o botão "Send Feedback" para reportar algum problema ou enviar uma sugestão. Posso afirmar que estou 100% engajado no processo de reconstrução da versão web e estou adorando.

O lado positivo da tragédia com meu MacBook Air é que tenho acompanhado ainda mais de perto as novidades já que a versão web do Evernote é a que passei a usar a maior parte do tempo no meu Chromebook.

A nova versão web começou mal. Conforme mencionado, não havia nem mesmo como acessar as etiquetas. Mas elas chegaram em grande estilo. Não sei qual a sua opinião e gostaria de saber, mas gostei muito da forma como elas aparecem na base de cada nota.

Lá é possível ver, remover e incluir ou criar novas etiquetas. Você pode ainda acessar todas as notas que tenham uma daquelas etiquetas. Basta clicar sobre uma delas e escolher a opção para ver notas com a mesma etiqueta.

Gostei tanto da barra que gostaria de ver algo assim nas próximas atualizações das versões do aplicativo para Mac e Windows.

Mais recentemente incluíram também a opção de filtrar etiquetas via ícone no topo da relação de notas. Infelizmente o comportamento é diferente do que acontece no Mac, onde o click mostra apenas a relação de etiquetas que existem no caderno selecionado.

Na versão web, o Evernote mostra uma relação com todas as etiquetas e assim que terminei de gravar e editar o vídeo, identifiquei um outro problema. Começaram aparecer na relação algumas etiquetas que já eu havia excluído da minha conta. Parece ser um bug apenas na versão web porque não está acontecendo no Android. E evidentemente já reportei o ocorrido. 

Estou muito satisfeito com a evolução da versão web, especialmente neste momento em que preciso usar o Chromebook, mas gostaria de ouvir sua opinião. Você está acompanhando a evolução dessa versão do Evernote? O que está achando? Por favor, deixe seu comentário.