O futuro do podcast

Esse ano (2017) o podcast Diário de um elefante completa 4 anos de vida e é um prazer poder dizer que mesmo os episódios iniciais, produzidos sem o uso de equipamentos técnicos adequados, foram gravados com enorme dedicação e paixão. E como muitos de vocês já sabem, foram posteriormente remixados. Hoje as mais de 200 dicas formam um incrível acervo de conhecimento gratuito a respeito de Evernote.

Curiosidades

A maior parte das dicas foi gravada em Brasília. No início isso acontecia nos mais variados locais. No caro, antes de entrar em um cliente ou enquanto espera ou deixava os filhos em algum lugar. Outras foram gravadas enquanto caminhava na rua e também trancado em cômodos da casa para evitar a barulheira que vinha da rua.

Foram várias situações inusitadas até que no início de 2015 passei produzir o podcast em equipamento profissional e preferencialmente depois da meia-noite, quando os ruídos quase cessam lá fora.

Nos últimos dois anos as dicas foram gravadas em diversos locais do mundo. Uma boa parte delas em Boston, nos Estados Unidos, e outras tantas em Santiago no Chile. Duas cidades nas quais morei e pelas quais tenho enorme carinho.

Aliás, a conclusão do processo de remixagem de todas as dicas antigas aconteceu ano passado 2016 em pleno Deserto do Atacama. Não no deserto propriamente dito, é claro.

Essas curiosidades são fruto do meu estilo de vida. Trabalho todos os dias da semana, inclusive nos finais de semana e feriados, mas também procuro ter momentos de lazer todos os dias. É um equilíbrio delicado que exigiu algum treino, mas que hoje funciona muito bem para mim.

O Futuro

Mas voltemos ao podcast… Agora chegou o momento de um novo passo. Por motivos que já expliquei anteriormente, estou migrando parte do trabalho do Diário de um elefante para o YouTube e os áudios extraídos dos vídeos serão o material para o novo podcast para os colaboradores Patreon.

4 formas de conseguir melhores resultados usando Evernote e Google juntos

Descubra como anexar arquivos enormes nas suas notas do Evernote; como entrar no aplicativo com agilidade e sem abrir mão da segurança; como encontrar seus documentos no Evernote fazendo buscas no Google e, finalmente, como criar incríveis notas de reunião com apenas um clique.

O namoro entre Evernote e Google parece estar cada vez mais sério. E quem ganha com isso é você. Em maio de 2016 foi anunciada uma integração que permite acessar e anexar documentos do Google Drive em notas do Evernote. Se ainda não sabia disso, pare tudo e assista o vídeo (abaixo). É um recurso fantástico.

Outro movimento importante foi a migração da base de dados da empresa para o serviço de nuvem do Google já preparando o terreno para inteligência artificial e buscas ainda mais poderosas.

Outras mudanças menores também ajudam bastante. Já é possível usar o seu usuário e senha do Google para acessar sua conta do Evernote e recentemente descobri um recurso (ainda em beta) na versão web do Evernote que permite criar notas automaticamente com base em compromissos que temos no nosso Calendário do Google.

Falo sobre todos esses recursos no vídeo dessa semana e compartilho também outras dicas como a possibilidade de encontrar conteúdo que você tem guardado no Evernote realizando uma simples busca no Google.

CONTEÚDO RELACIONADO

Gestão de tarefas e projetos com o Evernote

Nesse episódio explico como é meu trabalho diário nesse cadernos e como organizo as coisas usando a área de atalhos, busca avançada, regras de gramática e uma série de outros recursos do Evernote.

Controlo as minhas tarefas pessoais e profissionais via Evernote desde de 2012, mas já mudei a forma de fazer isso algumas vezes. Recentemente modifiquei parte dos procedimentos e achei importante gravar o vídeo abaixo (no final do artigo) para compartilhar as novidades com você.

Conteúdo Complementar

No vídeo da semana passada expliquei que uso Cadernos do Evernote para dividir minhas atividades. Cada um deles contém tudo que preciso para trabalhar e vou passando de um para o outro ao longo do dia. Além disso, para facilitar as coisas, os Cadernos nos quais e trabalho com mais frequência estão na área de Atalhos do meu Evernote. 

São eles: 2do, Alunos, Clientes e Dicas. E abaixo desses, tenho outros tipos de informação: Checklist dos vídeos, Reutilizáveis, Pagar, Comprar, Novos Patreon, Dados da Empresa e Arquivo.

Em 2do estão minhas tarefas mais genéricas. Por exemplo, uma das Notas desse Caderno é minha lista de compras. Mas qualquer coisa que eu tenho que fazer vai pra lá: um e-mail que eu preciso responder, uma ideia para um novo projeto, uma ligação, enfim, qualquer tarefa.

Alunos, Clientes e Dicas, funcionam de forma muito parecida. Em Dicas estão todos os conteúdos do podcast, YouTube, blog etc. Todas as ideias vão para lá e futuramente a pauta é preparada dentro de cada Nota.

Alunos e Clientes são idênticos em formato. Apenas dividi em dois Cadernos por conta da relação que é um pouco diferente. Para meus alunos, uso uma Nota para cada um e vou alimentando elas a medida que vamos evoluindo nas aulas. Faço a mesma coisa com as empresas, que ficam no caderno Clientes, mas cada cliente tem também um caderno Business para onde vai todo conteúdo da minha relação com ele: contratos, levantamentos, imagens etc.

A propósito se você é um profissional liberal ou pequeno empresário e está com a sensação de que o trabalho não está rendendo, entre em contato.

Quando vou trabalhar, passo os olhos primeiro nesses 4 Cadernos um por um e vou trabalhando no que defini como atividades daquele dia. E como faço isso? As Notas que escolhi previamente para trabalhar estão marcadas com Lembretes. Dentro de cada uma dessas Notas eu tenho um esquema de organização que me ajuda a saber o que fazer e ao mesmo tempo elas guardam um histórico do que já aconteceu. Mas isso vou deixar para um outro vídeo.

A pergunta é: como escolher o que é prioritário? Existe uma regra que funciona muito bem para desenvolvimento de software que é a seguinte: 80% do valor está em 20% das funções. Portanto, em se tratando de software me parece óbvio por onde começar. Mas e o resto?

Não acredito que existam estudos estatísticos tão detalhados para tudo que fazemos na vida, mas me parece ser bem sensato usar uma regra semelhante. Ou seja, o que gera mais valor, vem primeiro.

E quando digo valor, não estou me referindo só ao valor financeiro. Pode ser algo que agrada seus filhos, que fará o cliente mais satisfeito, que deixará a esposa ou o marido feliz e assim por diante. Portanto, acredito que é razoável acreditar que na maioria das vezes você consegue identificar o que tem mais valor.

Os outros conteúdos da área de atalhos são Notas, Etiquetas e regras de gramática. Vou deixar os detalhes dessa parte para outro vídeo também, mas já falei sobre o assunto em outros momentos. Dê uma olhada na relação de conteúdo complementar que incluí no início do artigo.

A grande mudança fiz recentemente foi mudar meu Caderno padrão. Antes tudo chegava automaticamente no 2do, mas agora tudo chega no Arquivo. Tudo que vem automaticamente do Gmail e outras coisa que capturo como notas fiscais, comprovantes de pagamento, cartões de visita etc. vai tudo para lá. Também eliminei diversos Cadernos seguindo o que sugeri no vídeo explicando quando faz sentido organizar as coisas. Já assistiu esse vídeo? Assista.

E para tudo que eu preciso encontrar com frequência, uso as regras de Gramática. Por exemplo, toda vez que alguém se torna um novo Patreon, o e-mail via para o Caderno Arquivo e uma regra de Gramática me ajuda a encontrar essas pessoas para mencionar aqui no vídeo. O mesmo acontece com os pagamentos que tenho que fazer todo mês.

Assista o vídeo abaixo para entender melhor o processo e ter acesso a conteúdo adicional.

Gostou do vídeo? Por favor, clique no like, compartilhe e se ainda não está seguindo, siga o Canal para não perder nada. Estou publicando ao menos um vídeo como este por semana.