Kaizen. Aprimoramento constante via Kanban | 246

A característica mais evidente de um quadro Kanban bem construído é a visualização de todo o trabalho que está sendo executado pela equipe.

O gestor ou líder do projeto tem a sua disposição um mapa completo do processo ao passo que cada um dos membros da equipe pode visualizar seu próprio trabalho, ou seja, o que foi executado, o que está em andamento e quais são as próximas ações. É o que chamamos de sinais.

Nos Quadros modernos, com todas as informações e sinais à disposição e indivíduos livres para tomar decisões, surgirá, ao longo do tempo, uma tendência ao agrupamento da equipe para resolver problemas, eliminar impedimentos e buscar soluções alternativas e criativas. Em outras palavras, a confiança e a colaboração permearão cada vez mais os diversos níveis hierárquicos da equipe.

É uma mudança de comportamento que acontece a médio e longo prazos. Porém, para que a Cultura Kaizen seja criada, não basta um bom Quadro Kanban, o gestor precisa confiar na equipe. Precisa estar disposto a tolerar experimentações e falhas, ou seja, estar alinhado com princípios do Manifesto Ágil. Por exemplo, “...dê a eles o ambiente e o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho”.

Nas minhas mentorias normalmente lido com gestores que estão em busca de mudanças que viabilizem um trabalho eficiente, mas que possam trazer também qualidade de vida para suas equipes.

Porém, mesmo com essa mente aberta, a maioria tem algum nível de dificuldade de embarcar nas práticas que levarão à Cultura Kaizen.

Muitos procuram formas de separar os membros das equipes em diferentes quadros, limitar quem pode ver determinadas informações e criar outras restrições que são o avesso da boa prática.

Por outro lado, há os que abraçam a ideia e algum tempo depois entram em contato comigo para compartilhar histórias maravilhosas como a que compartilho no vídeo de hoje.

A Cultura Kaizen é muito poderosa, mas a equipe precisa se sentir confortável, ter o apoio da gerência e visualizar as informações e sinais de forma muito clara em um bom Quadro Kanban.

Gostou da história que compartilhei no vídeo? Já aconteceu algo semelhante na sua empresa ou será que te pareceu uma situação muito fantasiosa e impossível? Por favor, compartilhe sua opinião e envie o vídeo para os colegas de trabalho e também para o chefe.