Evernote: Porque voltei a usar Pilhas (reorganizando) | 252

Quando o Evernote foi criado não existiam as Pilhas. E cheguei a ler que o Phil Libin, CEO naquela época, foi contra, mas terminou sendo voto vencido. Minha opinião ao longo dos anos variou entre adorar Pilhas e achar que elas são completamente desnecessárias e até bem pouco tempo meu Evernote não tinha nenhuma Pilha.

Continuo acreditando que não há necessidade de organizar os Cadernos do Evernote dentro de Pilhas porque é muito fácil chegar a um Cadernos usando a busca ou o atalho de teclado CMD + J (Mac) / CTRL + Q (Windows) que mencionei em vídeo recente.

Mas atualmente acredito que elas podem, sim, ser úteis como ferramentas de trabalho. Foi por esta razão que elas voltaram para o meu Evernote e no vídeo de hoje compartilho com você como é que elas estão funcionando.

Antes de mais nada, vamos a um esclarecimento técnico. O Caderno é um espaço onde as Notas estão guardadas, portanto, se você apaga um Caderno, as Notas vão para o lixo. Já as Pilhas são estruturas visuais. Apagar ou desmontar Pilhas não afeta o conteúdo dos Cadernos. Portanto, você pode criar e destruir Pilhas e deixar a preocupação de lado.

Parei de usar Pilhas porque sigo uma das minhas próprias recomendações. Ou seja, criar Cadernos com nomes simples e fáceis de memorizar. Se você definir nomes coerentes com a sua forma de pensar, com o tempo vai memorizar a maioria dos Cadernos e passará a utilizar o CMD + J (Mac) / CTRL + Q (Windows).

Habitue-se a fazer dessa forma porque é mais ágil. Não há necessidade de entrar na relação de Cadernos e ir olhando um por um até chegar no que você deseja. São pequenos hábitos como este que farão diferença no tempo que você gasta ao longo do seu dia, semanas, meses e anos.

Voltei a usar as Pilhas porque me ocorreram algumas ideias para aprimorar o Kanban dentro do Evernote e quero colocar em prática para testar.

Movi três quadros do Trello para dentro do Evernote usando o seguinte padrão: Pilhas funcionam como Quadros e Cadernos como Listas. Para que a coisa toda fique realmente funcional, movi as Pilhas para a Área de Atalhos e quando chega a hora de trabalhar em um determinado assunto, abro a Pilha correspondente e trabalho com base no workflow pré-definido. Ao mudar para outra atividade, basta fechar aquela Pilha e abrir a outra. Dessa forma, o workflow no qual estou, fica sempre ativo na lateral esquerda do Evernote. 

Você usa Pilhas? Deixe seu comentário: "sim" ou "não". Se quiser elaborar a resposta, será ótimo conhecer a sua forma de usar e com certeza ajudará outras pessoas que acompanham o canal.

 

Kanban no Evernote via Kanbanote (opinião) | 248

O vídeo de hoje é a respeito do Kanbanote, um serviço que transforma Cadernos ou Etiquetas do Evernote em um quadro Kanban. O tema já estava no meu radar há bastante tempo, desde que foi recomendado pelo Rodrigo Teixeira, e finalmente chegou a hora de conversar sobre o assunto.

Não é segredo para ninguém o quanto gosto do Evernote. Inclusive já tentei implementar o Kanban nele algumas vezes. É possível, mas não tem o mesmo efeito visual que o Trello, por exemplo.

O Kanbanote é um excelente candidato para fazer o papel deste elo entre os dois serviços, mas no momento ainda está bastante simples e com alguns problemas e este é o tema do vídeo de hoje.

O primeiro passo é conectar o Kanbanote ao Evernote. É o mesmo processo que você já usou para outros serviços. Ou seja, clicar no botão que está no site Kanbanote e seguir os passos.

Uma etapa que não está aparecendo no meu vídeo é uma caixa do Kanbanote pedindo seu endereço de email para caso você queira entrar em contato com o suporte. A título de testes, coloquei um endereço diferente do que uso no meu Evernote e funcionou perfeitamente.

Agora que conectou as duas contas, você verá um quadro parecido com o do Trello. A diferença é que as listas são Caderno ou Etiquetas do Evernote. Mas o nome da lista pode ser diferente do Caderno ou da etiqueta que você escolheu. Enfim, no meu caso criei três listas e conectei cada uma delas a um Caderno do Evernote. Se estiver um pouco confuso, recomendo que assista o vídeo.

O equivalente aos Cartões do Trello pode ser criado clicando no botão de adição. Na prática o que você está fazendo é criar uma Nota no seu Evernote com o título igual ao título do Cartão e o conteúdo igual ao conteúdo do Cartão. É algo muito interessante, mas, infelizmente está repleto de pequenos problemas.

Por exemplo, não há como editar uma Nota dentro do Kanbanote. É preciso abrir a nota no Evernote e por uma razão que não entendo, o Kanbanote está abrindo uma versão muito antiga do Evernote na web. A vantagem é que você pode escolher abrir a Nota no próprio App.

Obviamente é possível mover cartões entre Listas e se suas Listas são baseadas em cadernos do Evernote, a Nota mudará de Caderno dentro do Evernote. Já as novas notas criadas naqueles Cadernos aparecerão nas respectivas Listas do Kanbanote. Infelizmente não aparecem outros elementos como texto formatado ou imagens.

Uma outra experiência que fiz foi mudar a ligação das Listas de Cadernos para Etiquetas. A lógica de funcionamento é a mesma. Notas com aquela Etiqueta aparecem na respectiva Lista. Mas se a Nota tem duas ou mais Etiquetas, ela aparecerá repetida em cada uma das Listas no Kanbanote.

Uma outra característica que notei é que as Listas do Kanbanote ficam priorizadas por última edição na Nota. Ou seja, se você muda algo no Evernote, a Nota subirá na Lista do Kanbanote. Isso é um elemento problemático porque a priorização é uma rotina importante e manual do Kanban e que em minha opinião não pode ser automatizada dessa forma.

Infelizmente não encontrei nenhuma configuração que possa mudar esses comportamentos, nem mesmo na conta paga. Em realidade, os que pagam poderão apenas criar vários Quadros, eliminar a publicidade e ter prioridade no suporte. Nada além disso.

De um modo geral gostei muito da ideia, mas é um produto que, definitivamente, precisa de alguns aprimoramentos. Escrevi essas sugestões para os desenvolvedores lá no Twitter. Se o assunto de interessa, por favor, complemente meu Tweet com o que achar importante.

E você, o que achou do Kanbanote? Faz sentido no seu fluxo de trabalho? Por favor, deixe sua opinião nos comentários e compartilhe o vídeo com os amigos.

 

Trello: DOMINANDO ETIQUETAS (boas práticas) | 247

Etiquetas em um Quadro do Trello podem transformar sua forma de trabalhar. Além de filtrar informações no próprio Quadro, elas podem funcionar como importantes sinais em um fluxo Kanban ou servirem para filtros posteriores dentro de uma planilha Excel.

O outro lado dessa moeda é que o aumento das etiquetas complicará cada vez mais a localização daquela que você está procurando. O objetivo do vídeo de hoje é te ajudar a lidar com etiquetas de uma forma um pouco mais eficiente.

Vamos começar pelo básico. Algumas pessoas não sabem disso, mas você não está limitado às cores. É possível criar etiquetas usando a combinação nomes + cores.

Portanto, uma etiqueta amarela pode ser usada com vários nomes diferentes e o Trello entenderá que são etiquetas diferentes. A propósito, para ver ou esconder o nome da etiqueta na parte externa do cartão, basta clicar sobre ela.

Agora que você tem várias etiquetas com nomes, você pode usar a busca dentro do cartão. Comece a escreve um nome e a relação de etiquetas com aquelas letras começará a ser filtrada. O mesmo pode ser feito no menu que fica no canto superior direito do Quadro.

E caso não queira entrar no Cartão, coloquei o mouse sobre ele e pressione a letra "L" no teclado. Você verá a sua relação de etiquetas e poderá escolher clicando em uma delas, navegando com as setas do teclado ou usando o filtro.

Tudo isso é muito útil, mas com a criação de novas etiquetas, você pode acabar com as etiquetas originais em cores ocupando espaço desnecessário na relação de etiquetas e dificultando sua navegação entre elas para identificar aquela que está procurando.

Minha recomendação é que você apague essas etiquetas e todas as demais que não estão em uso. Isso vai facilitar e muito a sua navegação para escolher a opção desejada.

E por último, uma dica avançada. Se você usar a palavra "label" seguida de dois pontos e o nome da etiqueta na caixa de busca, poderá pesquisar suas etiquetas. Aliás, existem diversos outros operadores que podem ser combinados na caixa de busca e se você for um usuário pago do Trello, poderá inclusive salvar essas buscas.

Conhece mais alguma outra dica relacionada a etiquetas do Trello? Por favor, compartilhe deixando um comentário. E se achou o vídeo interessante, envie para um amigo.