Evernote: não cometa os erros que eu cometi. | Ep. 223.

Recentemente a empresa Evernote completou 10 anos de vida, o que significa que em breve eu completarei 10 anos de uso deste incrível aplicativo.

Quero aproveitar a oportunidade para compartilhar com você um pouco da minha história pré-Evernote e como o aplicativo me ajudou a resolver alguns problemas de organização e acesso a informação.

Sou de uma era pré-computador pessoal. Nasci em 1973 e apesar de já existirem computadores, tudo era muito caro, inclusive na década de 90, quando essas máquinas passaram a fazer parte da minha vida.

Sempre gostei de pesquisar e estudar e usei papel e arquivos físicos por muitos anos. Depois migrei para um misto de papel e referências em planilhas de cálculo. Anotava o nome do artigo ou documento em uma coluna e ao lado uma referência de onde ele estava fisicamente guardado. E finalmente incluía uma série de palavras-chave.

Quando precisava encontrar algum material, bastava realizar uma busca dentro da planilha para chegar ao nome do artigo e onde encontrá-lo no arquivo físico. Funcionava bem, mas algumas limitações me levaram a estudar bancos de dados. Infelizmente nem uma coisa nem outra atendia meus objetivos por completo, principalmente por conta da escolha das palavras-chave. Definir as erradas significava não encontrar o artigo.

Meu desejo era ter algo mais flexível. Algo que eu pudesse alimentar de forma menos estruturada. Queria o Evernote saber que um dia ele existiria.

Uma vantagem do Evernote é que você pode guardar conteúdos sem muita preocupação com relacionamento entre eles. O aplicativo fará isso por você. Porém, se preferir, é possível organizar tudo.

Por outro lado, algo que não vai conseguir é levar para lá uma estrutura tradicional de pastas aninhadas porque o Evernote tem basicamente três níveis de organização: nota, cadernos e etiquetas. Portanto, é preciso mudar a forma de pensar e se deixar levar pelo aplicativo.

Por exemplo, uma vez que a nota é um local muito rico em termos de possibilidade, minha sugestão é que você explore ao máximo esse potencial.

Olhe com atenção e perceberá que vários conteúdos de um sistema de pastas podem ser organizados em uma única nota do Evernote.

Outra dica é não criar estruturas de pastas e etiquetas só porque você acha que elas são interessantes. Minha sugestão é que vá criando a medida que estiver usando. Assim será mais fácil identificar qual a melhor forma de organizar.

No vídeo de hoje exploro em mais detalhes os elementos e formas de organização. Por favor, assista e se achar interessante, compartilhe com um amigo que esteja tendo dificuldades com o Evernote. E se você tem alguma outra dica ou sugestão, deixe um comentário.

 

Etiquetas no novo (2018) Evernote para web. | Ep. 222.

Venho acompanhando a nova versão web do Evernote desde que estava em beta. No começo não era possível nem mesmo acessar minha relação de etiquetas, mas o serviço vem melhorando todo santo dia.

Há algumas semanas, quando publiquei um vídeo a respeito das minhas primeiras impressões, prometi que continuaria compartilhando minhas experiências e aqui estamos. O objetivo deste vídeo é focar no uso das etiquetas.

De um modo geral, tem sido uma experiência interessante entrar diariamente na versão web e encontrar um novo menu ou algo que não estava lá no dia anterior. Além disso, frequentemente uso o botão "Send Feedback" para reportar algum problema ou enviar uma sugestão. Posso afirmar que estou 100% engajado no processo de reconstrução da versão web e estou adorando.

O lado positivo da tragédia com meu MacBook Air é que tenho acompanhado ainda mais de perto as novidades já que a versão web do Evernote é a que passei a usar a maior parte do tempo no meu Chromebook.

A nova versão web começou mal. Conforme mencionado, não havia nem mesmo como acessar as etiquetas. Mas elas chegaram em grande estilo. Não sei qual a sua opinião e gostaria de saber, mas gostei muito da forma como elas aparecem na base de cada nota.

Lá é possível ver, remover e incluir ou criar novas etiquetas. Você pode ainda acessar todas as notas que tenham uma daquelas etiquetas. Basta clicar sobre uma delas e escolher a opção para ver notas com a mesma etiqueta.

Gostei tanto da barra que gostaria de ver algo assim nas próximas atualizações das versões do aplicativo para Mac e Windows.

Mais recentemente incluíram também a opção de filtrar etiquetas via ícone no topo da relação de notas. Infelizmente o comportamento é diferente do que acontece no Mac, onde o click mostra apenas a relação de etiquetas que existem no caderno selecionado.

Na versão web, o Evernote mostra uma relação com todas as etiquetas e assim que terminei de gravar e editar o vídeo, identifiquei um outro problema. Começaram aparecer na relação algumas etiquetas que já eu havia excluído da minha conta. Parece ser um bug apenas na versão web porque não está acontecendo no Android. E evidentemente já reportei o ocorrido. 

Estou muito satisfeito com a evolução da versão web, especialmente neste momento em que preciso usar o Chromebook, mas gostaria de ouvir sua opinião. Você está acompanhando a evolução dessa versão do Evernote? O que está achando? Por favor, deixe seu comentário.

 

Novo (2018) Evernote Web. | 215.

Há quase 3 meses, quando comecei a testar o novo Spaces do Evernote Business, percebi que a versão Web do aplicativo estava diferente. Naquela ocasião tudo parecia estar em beta e resolvi esperar algum tempo passar para só depois conversar com você a respeito do tema no Canal.

Em 2013 eu estava presente na conferência internacional da Evernote em São Francisco quando o novo Evernote para web foi divulgado pelo então CEO Phil Libin. O plano era substituir a antiga versão por uma mais simples e leve, que foi finalmente lançada em 2014.

A antiga versão era tecnicamente muito superior porque tinha todas as funções do App que usávamos no Mac e Windows daquela época, mas era complicado navegar nas seções por conta das várias barras de rolagem na horizontal e vertical.

Comparado com o antecessor, o novo Evernote web era lindo, mas faltavam várias funções que, infelizmente nunca chegaram. E como já se foram 4 anos, a insatisfação é enorme. Há muitas reclamações no nosso grupo de discussão e o fórum oficial da própria Evernote também tem uma enxurrada de reclamações.

A nova versão de 2018 apareceu em março apenas para quem era usuário Evernote Business e somente na parte Business da conta. Pelo que estou percebendo essa restrição acabou porque não há mais a mensagem de alerta que aparecia no topo da tela. 

Para verificar se você tem acesso a nova conta, clique no seu avatar na versão web e é lá que verá a opção para mudar. Essa "nova nova" versão de 2018 voltou a ficar parecida com a versão para Mac e Windows e apesar de várias melhorias, ainda há muito a ser feito.

Se a opção não aparece para você, dê uma olhada nas dicas deixadas nos comentários do vídeo. Algumas pessoas conseguiram "destravar" a opção

Agora ficou muito mais fácil ver a relação de cadernos e mover notas entre eles simplesmente arrastando e soltando. E é possível mover cadernos entre Pilhas da mesma forma, mas não consegui de jeito nenhum criar ou desmontar Pilhas. E isso era algo que já podia ser feito na antiga versão Web.

+ Especial EC 2013 - Abertura
+ Especial EC 2013 - Encerramento

A velocidade no carregamento de notas e cadernos também melhorou e agora é possível, por exemplo, arrastar arquivos para posições específicas da nota. No caso de imagens, há como redimensionar. Lembrando que esse redimensionamento é só na aparência para que a imagem não fique ocupando um espaço enorme em tela. Infelizmente ainda não aparecem os controles de anotação na imagem. 

O espaço com a relação de cadernos, em minha opinião, ficou muito melhor e mais eficiente. Agora é fácil ver e filtrar o conteúdo. Alias, esse formato também aparece na relação de notas e até mesmo na lixeira.

Mas desde o dia 21 de março, quando comecei a suar a nova versão, não há como ver a relação de etiquetas. Ao clicar no menu etiquetas aparece a mensagem "Etiquetas em breve".

Felizmente já é possível ver etiquetas de cada nota na base da tela e confesso que gostei muito dessa nova apresentação. Lá é possível criar ou excluir etiquetas e também filtrar conteúdo baseado naquela etiqueta.

Estou contente com toda essa movimentação da versão Web, mas há muito que melhorar ainda. Por exemplo, não há o recursos como selecionar varias notas, ou seja, nada de mesclar, ou tomar ações em lote. Também não há como mudar a data de criação de notas.

O lado positivo é que agora existe um botão dedicado ao envio de feedback para a versão web. Tenho mandando sugestões com freqüência e se você é uma pessoa que depende da versão web, recomendo que faça o mesmo. 

O que você acha? Será que agora a versão web está começando a melhorar? Por favor compartilhe sua opinião.